Como é produzido o cacau em pó?

Colina Tech

2 meses atrás

5 min de leitura

O cacau em pó, com seu sabor irresistível e aroma tentador, é um ingrediente essencial em muitas das nossas guloseimas favoritas, desde bolos e biscoitos até bebidas quentes reconfortantes. 

No entanto, poucos de nós paramos para pensar no longo e complexo caminho que o cacau percorre antes de se transformar nessa substância deliciosa. 

Desde as exuberantes plantações tropicais até os processos de fermentação, secagem, torrefação e moagem, cada etapa desempenha um papel crucial na criação desse ingrediente versátil. 

Neste artigo, vamos explorar em detalhes como o cacau é cultivado, colhido e transformado em pó, desvendando os segredos por trás dessa jornada dos trópicos até a nossa mesa.

Uma breve história do cacau

A história do cacau remonta a milhares de anos atrás, às civilizações mesoamericanas que consideravam essa fruta sagrada

Os olmecas, maias e astecas cultivavam o cacaueiro nas densas florestas tropicais da América Central e do Sul, onde as condições climáticas eram ideais para o seu crescimento. 

Para essas antigas civilizações, o cacau não era apenas um alimento, mas também uma moeda de troca e uma parte integrante de suas práticas religiosas e cerimônias.

Os astecas, em particular, valorizavam muito o cacau, preparando uma bebida amarga e espessa chamada “xocolātl”, que significa “água amarga” em náuatle, a língua dos astecas. Esta bebida era reservada para a elite e frequentemente aromatizada com especiarias como baunilha, pimenta e achiote. 

Os astecas acreditavam que o cacau era um presente dos deuses e atribuíam-lhe propriedades curativas e energizantes.

Quando os exploradores espanhóis chegaram ao Novo Mundo no século XVI, ficaram fascinados pelo cacau e pela bebida que os nativos preparavam. Hernán Cortés foi um dos primeiros europeus a experimentar o xocolātl, e rapidamente reconheceu o potencial comercial do cacau. 

Os espanhóis começaram a transportar sementes de cacau para a Europa, onde a bebida logo se tornou popular entre a aristocracia.

No entanto, o sabor amargo do cacau não agradava a todos os paladares europeus, então os chocolatiers começaram a experimentar com ingredientes como açúcar e leite para tornar o chocolate mais palatável. Essa inovação levou ao desenvolvimento do chocolate como o conhecemos hoje.

Com o tempo, o cultivo de cacau se espalhou para outras regiões tropicais ao redor do mundo, como África e Ásia, onde as condições climáticas eram semelhantes às encontradas nas Américas. 

Hoje, o cacau é cultivado em mais de 50 países, com os maiores produtores sendo Costa do Marfim, Gana e Indonésia.

Apesar das mudanças ao longo dos séculos, o cacau continua sendo uma cultura fundamental para muitas comunidades ao redor do mundo, proporcionando meios de subsistência para milhões de agricultores e mantendo viva uma tradição que remonta aos tempos antigos. 

A história do cacau é uma história de aventura, comércio e inovação, e seu legado perdura até os dias de hoje, presente em cada pedaço de chocolate que desfrutamos.

Mas como é produzido o cacau em pó? 

1. Cultivo e colheita:

Tudo começa nas regiões tropicais ao redor do equador, onde o cacaueiro prospera. Essas árvores delicadas exigem um clima específico, com chuvas regulares e temperaturas quentes e úmidas

Os agricultores dedicados cuidam das plantações, protegendo-as contra pragas e doenças, enquanto as árvores crescem lentamente e começam a produzir vagens de cacau.

Quando as vagens amadurecem, geralmente após cinco ou seis meses, elas são cuidadosamente colhidas à mão. Os agricultores usam facões para cortar as vagens dos galhos, garantindo que elas não sejam danificadas durante o processo. 

Este é um trabalho árduo e muitas vezes realizado por comunidades locais em países como Costa do Marfim, Gana e Equador, onde o cacau é uma parte essencial da economia.

2. Fermentação e secagem:

Após a colheita, as vagens são abertas e as sementes de cacau, conhecidas como amêndoas, são removidas. Estas amêndoas são então colocadas em caixotes ou montes para fermentar

Durante este processo de fermentação que pode durar vários dias, as amêndoas desenvolvem os sabores complexos que associamos ao chocolate.

Após a fermentação, as amêndoas são espalhadas ao sol para secar. Este é um passo crucial, pois a umidade deve ser reduzida para evitar que as amêndoas mofem durante o armazenamento. 

Os agricultores viram as amêndoas regularmente para garantir uma secagem uniforme, e o processo pode levar de uma a duas semanas, dependendo das condições climáticas.

3. Torrefação:

Uma vez que as amêndoas estejam completamente secas, elas são torradas para realçar ainda mais seus sabores

Este passo de torrefação é semelhante ao processo de torrefação de café e é crucial para desenvolver os aromas característicos do cacau. As amêndoas são aquecidas a temperaturas controladas e constantemente mexidas para evitar que queimem.

Durante a torrefação, as amêndoas passam por uma série de transformações químicas que liberam compostos aromáticos e aprofundam seu sabor

O tempo e a temperatura da torrefação podem variar, dependendo do perfil de sabor desejado pelo fabricante de cacau em pó.

4. Moagem e produção do cacau em pó:

Após a torrefação, as amêndoas são resfriadas e então moídas em uma pasta espessa conhecida como “licor de cacau”. Este licor contém tanto a gordura natural do cacau quanto os sólidos de cacau.

O próximo passo é a prensagem do licor de cacau para separar a gordura do cacau, conhecida como manteiga de cacau, dos sólidos de cacau. O que resta após essa prensagem é uma massa seca que é então moída em um pó fino – o cacau em pó que todos nós conhecemos e amamos.

5. Embalagem e distribuição:

Finalmente, o cacau em pó é embalado e está pronto para ser distribuído para consumidores em todo o mundo

É usado em uma variedade de produtos, desde chocolates e bolos até bebidas quentes e sobremesas, adicionando aquele sabor rico e indulgente que associamos ao cacau.

O cacau utilizado pela Chocolife é 100% e está disponível em duas versões lata 200g e caixa 1,2kg.

Conheça a Chocolife 

A Chocolife surgiu em 2006, após uma visão desbravadora da fundadora VRG Foods, Virgínia Dias, a Vica, em 1993, a partir de uma ideia de lançar no mercado, um produto inovador, com benefícios nutricionais e que fosse realmente gostoso.

O diferencial da Chocolife  está na produção do chocolate saudável e do chocolate sem açúcar, que além de ocorrer através de origem familiar, onde o amor e o respeito é o principal ingrediente, é feito de maneira sustentável, sem sofrimento animal, preservando o meio ambiente, com nossa produção 1.980.000 metros de floresta amazônica.

Além disso, têm como princípio básico o alto teor de cacau, onde os chocolates se iniciam com um percentual de 50% de cacau e vão aumentando em diferentes linhas, com a utilização do cacau 100% amazônico.

Nossa missão é impactar o maior número de pessoas para o Mundo Saudável, através do consumo dos nossos produtos ou da utilização como ingrediente para novas criações. Com isso, proporcionar mais saúde e qualidade de vida aos nossos colaboradores e consumidores.

Conclusão

A produção de cacau em pó é um processo fascinante que combina habilidade artesanal com ciência e tecnologia moderna

Desde o cultivo e colheita até a fermentação, secagem, torrefação e moagem, cada etapa desempenha um papel crucial na criação desse ingrediente versátil e delicioso que transforma simples receitas em verdadeiras obras-primas culinárias

Então, da próxima vez que você saborear um pedaço de bolo de chocolate ou uma xícara fumegante de chocolate quente, lembre-se de todo o trabalho árduo que foi necessário para trazer esse cacau em pó até a sua mesa.

 

Banner de blogpost da categoria geral.

Assine nossa newsletter e ganhe 10% OFF em sua primeira compra!